Transformadores e Indutores

Os transformadores e indutores são impregnados em resina poliéster de classe de isolação F pelo processo de Vácuo Pressão (VPI) e cura em estufa com temperatura controlada. O processo empregado, conhecido como VPI (Vacum Pressure Impregnation) consiste em pré aquecer a peça impregnada, colocá-la em autoclave e submetê-la a vácuo. Somente então é admitida a entrada da resina isolante. Após a permanência num período de tempo adequado sob vácuo, é aplicada pressão positiva com a peça imersa na resina isolante, a cura é realizada em estufa elétrica com temperatura e ciclo controlados através de registrador gráfico, o que garante a perfeita polimerização dos materiais empregados.

Placas Eletrônicas

São construídas em chapas de material auto-extinguível. Podem ter um ou dois lados cobreados. O lado dos componentes é serigrafado com a projeção e a referência do esquema para fácil identificação dos mesmos no caso de manutenção. A conexão das placas eletrônicas é feita através de conectores tipo plug in ou por fios parafusados que facilitam a troca em caso de manutenção. Em alguns tipos de equipamentos com elevado número de placas as mesmas são montadas em racks.

Painéis e Gabinetes

Os gabinetes utilizados nos estabilizadores são de fabricação esmerada, construídos em chapa bitolas 20, 16,14 ou 12 MSG, dependendo do tamanho do gabinete e grau de proteção. São providos de prateleiras internas para montagem dos transformadores e indutores que servem ao mesmo tempo de reforço à estrutura. As placas eletrônicas, canaletes para fiação, pontes de diodos / tiristores e outros componentes são montados em painel interno independente , fabricados em chapa 14 MSG. Perfis de borracha são providos entre as portas tampas e a estrutura para garantir a vedação e eliminação de ruído. As estruturas dos gabinetes são fabricados com chapa galvanizada tipo GA ( galvanizada automotiva ) e recebem imediatamente a pintura eletrostática a pó.